segunda-feira, 17 de outubro de 2011

ARTESANATO DE CAMPO FORMOSO – BAHIA

MÁRCIA ARTESANATO




Esta loja especializada no comércio de artesanato mineral e pedras preciosas se encontra localizada na cidade de Campo Formoso, Bahia.

Rua Hipólito Ribeiro nº 48

telefones:
(74) 9124-2617 / (74) 9191-5459
e-mail: marcia_artesanato1@hotmail.com







A MÁRCIA ARTESANATO se destaca por comercializar grande variedade de esculturas dos mais diversos artesãos da região.


A originalidade e variedade de peças vai desde pequenos objetos de decoração até peças de grande tamanho.




A Márcia Artesanato também comercializa jóias com pedras preciosas dos mais variados tipos.

 

Não deixe de visitar a maior loja de artesanto mineral da região.


Também poderá visitar o stand da loja na II Feira de Pedras Preciosas e Artesanato - FEPPA 2012, a realizarse na Cidade de Campo Formoso, nos dias 09 a 13 de junho de 2012. Mais informações na postagem de maio de 2012 neste mesmo blog. Aguardamos sua visita.




sábado, 1 de outubro de 2011

PORTO DE GALINHAS









A cidade turística de Porto de Galinhas fica no município de Ipojuca, Pernambuco; distante 65km da cidade do Recife.

Os registros históricos apontam os índios Caetés como sendo os habitantes da região ao final do século XVI.

O nome original da cidade era de “Porto Rico” devido à riqueza de Pau Brasil extraída na região e exportada pelo porto para Europa.

Já no século XIX, com a importação de escravos proibida desde a abolição, Porto Rico passou a ser o porto de desembarque ilegal de escravos para o trabalho nas plantações de cana-de-açúcar.

Os escravos chegavam nos navios escondidos no porão abaixo de gaiolas de galinhas d’angola. Para informar aos donos de engenho que tinha chegado um carregamento de escravos sem levantar suspeitas da fiscalização, a tripulação do navio gritava: “tem galinha nova no porto”. Daí que o nome da cidade terminou sendo trocado pelo de “Porto das Galinhas” ou “Porto de Galinhas”.

O turismo se iniciou há pouco mais de um século com a escolha da cidade como estação de veraneio pelos donos de engenho da região.

Hoje é um dos balneários brasileiros mais conhecidos, com projeção no mundo inteiro.

A cidade faz honra do seu nome utilizando a galinha como símbolo da cidade. Por todo lado a imagem da galinha aparece sinalizando ruas, nos letreiros do comércio, enfeitando as construções, e principalmente no rico artesanato local.








A principal atração da cidade são claro, suas praias.

A característica que diferencia Porto de Galinhas das outras praias brasileiras é a existência de piscinas naturais onde a vida marinha pode ser observada com facilidade.





A melhor maneira de chegar nas piscinas é embarcar numa das muitas jangadas que levam o turista a percorrer as piscinas. O passeio só pode ser bem aproveitado com a maré baixa, então fique atento aos horários das marés.




Outra opção de excursão é o passeio de Buggy que leva para conhecer as praias vizinhas e inclui um passeio de jangada ao reduto dos cavalos marinhos e exploração do mangueza





Para os mais aventureiros, uma boa opção é o mergulho com equipamento especializado.

A cidade conta com várias empresas que alugam o equipamento.













Depois da praia, nada melhor que repor as forças num dos muitos restaurantes da cidade.






Tem para todos os gostos, desde os simples “a kilo” até especializados em peixe, churrasco, comida nordestina, etc.









Para quem gosta de fazer compras ou passear em shoppings, tem uma infinidade de simpáticas galerias mais interessantes que os similares das capitais.



O que mais chama a atenção assim que se chega em Porto de Galinhas, são as esculturas em tronco de palmeira.




Mas a arte não se limita apenas a galinhas.

A arte popular também contempla outras formas.






Os artesãos da cidade souberam aproveitar muito bem o que São Josemaría Escrivá definiu como “centelha do entendimento divino” (Caminho 782), utilizando a inteligência e a criatividade na produção de arte.


Lojas, bares, biblioteca,
tudo é feito com arte.


É vastíssima e variada
a produção artesanal
da cidade.

Tem para todos os gostos
e bolsos.


Agora, só falta você!!
Hospedagem é que não vai faltar!

quarta-feira, 24 de agosto de 2011

RECICLANDO CAMISETAS


Nesta época de conscientização de nossa responsabilidade com o meio ambiente, o tema da reciclagem está na ordem do dia.

Todas as pessoas, em todas as ocupações e em todos os lugares, tem como reciclar alguma coisa. Quase tudo o que usamos uma vez, tem uma segunda chance.

O lar, como local por excelência para o aprendizado dos usos e costumes, é o lugar onde a reciclagem deve ocupar um lugar de primazia.

Em todos os quase todos os lares tem sempre alguma camiseta velha que termina sem mais nem menos na lata do lixo. Que tal dar para ela uma sobrevida maior?

Uma camiseta seja tamanho P, M, G ou GG pode se transformar em um belo tapete para enfeitar a porta de entrada, ou para enxugar os pés ao sair do banho.



Pegue uma camiseta fora de uso, vire pelo avesso, e estique bem sobre uma superfície lisa.
Prenda com alfinetes e marque um retângulo ou quadrado ou o formato que queira dar ao tapete.
Costure pelo risco deixando um pedaço sem costura para poder re-virar a camiseta.
Recorte deixando pelo menos 1 cm desde a costura.

Vire a camiseta de novo e prenda com alfinetes conforme a foto.
Faça uma costura todo em volta tomando cuidado que fique bem fechada a parte por onde foi virada.
Pode se usar costura reta ou zig zag, ou outra costura decorativa.



Use uma cor diferente daquela da camiseta, mas que combine com o desenho.
Pronto! Coloque o tapete onde preferir.

Nada com um tapete ao pé da cadeira de trabalho
































A Ilha Grande ficou um charme ao pé da escada



Mais idéias para reciclar veja em:
http://reciclando-com-arte.blogspot.com

quarta-feira, 6 de julho de 2011

APENAS POR UMA NOITE




Com os últimos raios do sol, ela se abre, apenas por uma noite.

Suas pétalas de seda, finas e delicadas enfeitam a paisagem do sertão, apenas por uma noite.

Linda e majestosa reina sobre o jardim dormido, apenas por uma noite.




Com os primeiros raios do amanhecer, a flor do mandacaru se fecha em si mesma para não mais abrir, foi apenas por uma noite.