segunda-feira, 1 de novembro de 2010

VONTADE E LIBERDADE


Quantas vezes nos desculpamos dizendo: “eu sou assim”!
Usamos nosso temperamento natural para justificar-nos.
Ou então nos declaramos “vítimas do ambiente”, resultado das “influencias da sociedade”.
Mas, para controlar o temperamento natural, e para criar em nós um caráter firme e equilibrado, estamos dotados de VONTADE e LIBERDADE.
Nada melhor que o belo texto de Pico Della Mirandola para fazer-nos refletir até onde somos os maiores responsáveis por nós mesmos.

ORAÇÃO DA DIGINIDADE HUMANA


Não te dei, Adão, nem um posto determinado nem um aspecto próprio nem função alguma que te fosse peculiar, com a finalidade de que aquele posto, aquele aspecto, aquela função pelos que te decidires, os obtenhas e conserves segundo teu desejo e desígnio. A natureza limitada dos outros está determinada pelas leis que eu tenho ditado. A tua, tu mesmo a determinarás sem estar limitado por barreira nenhuma, pela tua própria vontade, em cujas mãos te tem confiado. Coloquei-te no centro do mundo com a finalidade de que pudesses observar desde lá todo o que existe no mundo. No te fiz nem celestial nem terrenal, nem mortal nem imortal, com o fim de que – quase livre e soberano artífice de ti mesmo – te plasmares e esculpires na forma em que te tiveres escolhido. Poderás degenerar para as coisas inferiores que são os brutos; poderás – de acordo com a decisão de tua vontade – regenerar-te para as coisas superiores que são divinas.

(Oratio de hominis dignitate, de Pico Della Mirandola)

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Bem vindo ao blog